20/03/2013

Quem foi Anne Frank?

"Annelisse Maria Frank, mais conhecida como Anne Frank (Frankfurt am Main, 12 de Junho de 1929 — Bergen-Belsen, Março de 1945), foi uma adolescente alemã de origem judaica, vítima do holocausto, que morreu aos quinze anos de idade num campo de concentração. Ela se tornou mundialmente famosa com a publicação póstuma de seu diário, no qual escrevia as experiências do período em que sua família se escondeu da perseguição aos judeus dos Países Baixos. O conjunto de relatos, que recebeu o nome de Diário de Anne Frank, foi publicado pela primeira vez em 1947 e é considerado um dos livros mais importantes do século XX.
Embora tenha nascido na cidade alemã de Frankfurt am Main, Anne passou a maior parte da vida em Amsterdã, nos Países Baixos. Sua família se mudou para lá em 1933, ano da ascensão dos nazistas ao poder. Com a eclosão da Segunda Guerra Mundial, o território neerlandês foi ocupado e a política de perseguição do Reich foi estendida à população judaica residente no país. A família de Anne passou a se esconder em julho de 1942, abrigando-se em cômodos secretos de um edifício comercial.
Durante o período no chamado "anexo secreto", Anne escrevia no diário suas intimidades e também o cotidiano das pessoas ao seu redor. E lá permaneceu por dois anos até que, em 1944, um delator desconhecido revelou o esconderijo às autoridades nazistas. O grupo foi, então, levado para campos de concentração. Anne Frank e sua irmã Margot foram transferidas para o campo de Bergen-Belsen, onde morreram de tifo em março de 1945.
Otto Frank, pai de Anne e único sobrevivente da família, retornou a Amsterdã depois da guerra e teve acesso ao diário da filha. Seus esforços levaram à publicação do material em 1947. O diário, que foi dado a Anne em seu aniversário de 13 anos, narra sua vida de 12 de junho de 1942 até 1 de agosto de 1944. É, atualmente, um dos livros mais traduzidos em todo o mundo."
Bem, acabei de fazer essa pesquisa, sabia que tudo o que aconteceu com Anne era curioso, mas não sabia o quão doloroso era isso tudo. Pensamos bem, pra quê fazer isso tudo? Para quê? Isso é mais uma coisa, de tantas outra que me revolta. Tudo bem, era anos e anos passados, na verdade, nem muitos, mas pra quê? Estragar vidas, pra quê? Se nos imaginarmos na situação em que Anne, e toda sua família passou, não da uma angústia? Anne, de 15 anos, e sua irmã morreram de tifo, uma doença causada por piolhos. Acho isso revoltante, triste, e também, vergonhoso. Porquê, a alguns anos atras, temos não só essa, mas outras muitas histórias das quais nos fazem querer fazer a diferença.
Tudo isso é bem intrigante, e bem curioso. Sim, não sei nada, absolutamente nada do que ocorreu naqueles tempos, mas são vidas, pessoas que tinham planos, que tinham um futuro. Pelos pequenos fragmentos que li do Diário de Anne, ela realmente era uma menina que tinha tudo pra se dar bem na vida, tudo. Mas não adianta pedir justiça, pedir mais nada, porquê, iria adiantar de quê? Só nos resta, creio eu, pensar, refletir, e dar valor a vida.

(…) E apesar de rir e fingir que não me importo, eu me importo sim. Tem dias que gostaria de ser diferente, mas isso é impossível. Estou presa ao caráter com qual nasci, e mesmo assim tenho certeza de que não sou má pessoa. Faço o máximo para agradar a todos, mais do que eles suspeitariam num milhão de anos.

Créditos: 1 - 2 - 3

16 comentários:

  1. Adoramos o seu post, principalmente essa mensagem que vc deixou no final!
    Deixa eu te contar, estamos com um sorteio lá no blog, corre lá pra participar, vc vai adorar o Body Lotion Dark Kiss.

    Beijinho,

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ah, obrigada! Pode deixar que eu participo <3
      Beijinhos ;**

      Excluir
  2. Minha irmã leu esse livro!
    Eu também vi o filme(em preto e branco e com legendas)
    Chorei demais,e depois eu descobri que Anne morreu apenas 1 mês antes do governo Nazista ser derrubado!
    Literalmente uma fatalidade!
    Delírios & Rabiscos
    Xoxos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Quero ler também, porém ainda não tive a oportunidade :/
      Ai, que joia! Vou ver se acho pra ver também :D
      Beijos.

      Excluir
  3. Olá querida,
    Obrigada pela visita e pelo carinho em me seguir, adorei s2
    Vim conhecer aqui e já estou lhe seguindo tb!!!

    Apareça sempre, será muito bem-vinda ^^

    Beijos,

    lolaporlola.blogspot.com

    Instagram: stephanieparizi

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada! Pode deixar, irei visitá-la sempre que possível.
      Beijos.

      Excluir
  4. Gosto do livro, é bem interessante, e gostoso de ler, rsrs...

    xoxo
    pequena-julieta.blogspot.com

    ResponderExcluir
  5. Adorei o Blog, parabéns e muito sucesso!

    Estou te seguindo, me segue também?
    http://upnovisual2.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  6. Adorei muito o texto, conhecia pouco sobre ela, não sabia várias coisas que li ai, estou com muita vontade de ler esse livro, a frase final tem tudo a ver comigo, me identifiquei muito.
    http://theclassicblack.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  7. Nossa, que tenso. Devia ser muito difícil viver naquela época, a Anne foi foda demais, super corajosa e sentimental.
    Pretendo brevemente ler o livro dela, vai pra minha lista, já que ele é muito bem indicado e resenhado >< '
    Beijos :3
    http://garotasatrevidas-s2.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  8. Emocionante, essa menina foi realmente muito corajosa e forte, pois nessa época, era bem difícil viver em paz. Parabéns pelo blog , amei , e já estou seguindo. Segue de volta ? <3
    http://lendoeaprendendoblog.blogspot.com.br
    Beijão gata, muito sucesso .

    ResponderExcluir
  9. Esse é um dos livros que eu mais quero ler! Realmente, preciso comprá-lo o mais breve possível. E adorei o post e saber mais sobre ela, a maioria das coisas eu ainda não sabia :3
    Beijocas!

    PiinkCookie.blogspot.com ♥

    ResponderExcluir
  10. Eu comecei a ler este livro no ano passado mas não cheguei nem a metade. Concordo com tudo que você disse, eram vidas poxa : /

    O pior de tudo é que apesar não ser bem desta forma isso ainda acontece, muitas vidas são destruidas.]

    http://devaneioexcessivo.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  11. Já li o livro, e é como se eu pudesse sentir tudo o que ela sentiu, as tristezas, os medos, e as pequenas coisas que a deixavam feliz...
    Estudar sobre a segunda guerra mundial me faz voltar tão triste da escola... :/

    Conheci o blog lá no Piink Cookie, e já tô seguindo!
    Bjo, Sel ;*

    Jovens Gordinhas
    Unicórnio com Bigode
    Nerd Descolada

    ResponderExcluir
  12. Achei super interessante, vou começar a escrever um diario pra depois ficar famosa -sqn, kkkkk, eu já ouvi falar muitas vezes desse livro e agora que li esse post eu realmente quero ler e olha que para eu ler um livro é dificil porque eu odeio ler, rsrs

    Cliquesnocapricho.blogspot.com

    ResponderExcluir
  13. Amo o seu blog *-* (Somos parceiros)
    Mil Desculpa por quase nao visitar aqui :/
    blog : http://minhavidaem365.blogspot.com.br/
    Beeeeeijos :* / att Raquel Watanabe :)

    ResponderExcluir

« »
© Leve como a brisa - 2017. Todos os direitos reservados. Design e conteúdo por Natália Pacheco. Tecnologia do Blogger. imagem-logo imagem-logo imagem-logo