14/12/2014

Desesperadamente Alice


Assuei o nariz e aos poucos fui me recompondo. O que a fez chegar a tal ponto, Alice? Uma voz no interior da minha cabeça insistia em me atormentar. É... Lágrimas desesperadas realmente não faziam meu estilo. A televisão continuava alta, eu continuava enrolada no cobertor, me pressionando contra o sofá. A mulher do noticiário havia pouco tomado conta do ambiente e, enquanto eu tentava me reerguer, ficava ainda mais assustada. Não faça isso, Alice. Você tem muito a perder, sim. Não siga em frente, não desta vez.

Troquei de roupa, passei uma escova nos cabelos, e me olhei, pela a última vez, no espelho. Bingo. Riscos pretos completavam a linda visão da minha face. Que vida medíocre a minha, céus!, eu pensei. E então fui obrigada a sair, ainda inerte, dos meus devaneios. Campainha. Abra a porta, Alice. Abra logo! Bem... É agora ou nunca. Desliguei a televisão, fui para a sacada, respirei fundo. Contei até três. Até dez. Até cinquenta. E então o vi, saindo da portaria. Era ele. Cara de pau. E resolvi me livrar, de uma vez por todas, de todo aquele sofrimento. Fiquei na ponta dos pés e, pela última vez na vida, agradeci pela oportunidade que eu estava tendo. De olhos fechados, boca retorcida e cabelos grudados no gloss...


Eu me atirei. Entreguei-me. Segui em frente, desobedecendo a mim mesma.

26 comentários:

  1. Acho que ela não escolheu a melhor maneira de seguir em frente, mas quando não há outra o que fazer?
    Belo e triste.

    http://www.novaperspectiva.com/

    ResponderExcluir
  2. Wow, seu texto é tão envolvente em tão poucas palavras que chega á assustar. Acho que tinham maneiras melhores dela seguir em frente, mas no desespero... é complicado.
    Beijoos ♡ || Caramelos Encantados

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que bom que gostou, Bia! Com a cabeça-quente o ser humano, infelizmente, acaba fazendo coisas que não convém á situação. Alice é exemplo disso :/ Beijos ;*

      Excluir
  3. Que texto belo, maravilhoso! Mas, acho que ela deveria ter atendido a campainha, talvez a vida desse uma segunda chance dela ser feliz, e as lágrimas deixarem de serem tristes para celebrar a alegria.

    below ✿ average

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eram várias as maneiras de escapar da situação... Segundas chances existem de sobra por aí, basta saber aproveitá-las. E concordo com você, um momento triste tem toda a chance de ser revertido para algo alegre, se tomada a decisão certa!

      Excluir
  4. Que texto intenso! Acho que ela não fez a escolha certa, realmente, as vezes, em certas situações, parece que é a única saída. Mas, não é. Pra tudo a gente dá um jeito! Acho que poderia ter atendido a porta, talvez essa seria outra saída, não?

    www.karolinysantanna.blogspot.com

    Tem projeto de férias no blog! Vem participar?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que bom que gostou, Karol! Concordo com você: existem várias saídas, mesmo quando a situação não é das melhores... Basta fazer a escolha certa!

      Excluir
  5. Belas palavras, lindo texto. Me fez pensar em algumas coisas que acontecem as vezes em nossa vida..

    www.vivendosentimentos.com.br

    ResponderExcluir
  6. Incrível como pessoas são capazes de fazer outras reagirem de formas tão negativas.
    Juro que morro de medo desse tipo de coisa, afinal já estive "de frente" com gente que reagiu assim. É complicadíssimo.

    Beijos,
    Duas Leitoras

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. As vezes parece que fazem de propósito, né? Infelizmente nesse mundo existem dois lados: o bom e o ruim... E os dois cruzam o nosso caminho, independentemente das nossas ações. Temos que saber lidar com todo o tipo de situação, não é? Nunca saberemos o dia de amanhã;

      Excluir
  7. CARACA !
    Que texto hein? gostei... mas acho que as vezes, devemos deixar a vida nos dar outra chance..
    Beeijos, ♥

    Tem sorteio lá no meu blog, participa lá :)
    http://www.paaradateen.com/2014/12/sorteio-de-natal-mascara-love-alpha.html

    ResponderExcluir
  8. adorei o texto,
    tem horas que tem que ser assim,
    as vezes são as escolhas da vida. ♥ amei
    Sinceramente Clara

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Mas sempre existe alguma forma de escapar, não é? Fico feliz por ter gostado!

      Excluir
  9. Amei o texto e tenho muita vontade de criar uns também... Se puder dá uma passadinha lá no blog! Beijos
    bygiuli4.blogspot.com

    ResponderExcluir
  10. Que lindo! Me decepcionei —ou não— com o final. Achei que ela ia agarrar o boy magia. hahahaha
    Mas texto bom é assim mesmo, não vai de encontro com o que o leitor imagina, e olha, você fez isso direitinho. Tá de parabéns!

    http://conexahollywood.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Hahahahaa... Que bom que gostou, Jhoyce! E obrigada :) Beijos ;*

      Excluir
  11. Quando li a primeira vez achei que ela tinha aberto a porta e beijado o rapaz, mas li de novo e vi que na verdade ela se jogou D: /lerda aqui sorry
    Fiquei triste agora, tanta coisa boa poderia ter acontecido na vida dela...

    ♥ Rendas e Doces

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Algumas palavras poderiam realmente mudar a história, pro lado positivo. Sinal que você é uma pessoa assim, Adália: positiva. Sempre existe o lado bom da coisa, só que algumas vezes os momentos não nos permitem tal observação.

      Excluir
  12. Gente, gente GENTE.
    Para tudo.
    Eu tô me recompondo aqui, porque né, primeiramente, vamos falar de você.
    O jeito que você escreve, as suas palavras, a forma que eu imaginei a cena que na verdade você me fez imaginar.
    Agora da Alice, meu Deus, tanta coisa podia ter acontecido na vida dela, tanta oportunidade, aaai gente, você esta me fazendo sofrer tanto com a morte da Alice como a morte de Dobby ;-;
    Enfim, amei, amei tudo <3
    Beeeeeijos!

    http://cataventodoce.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. DOBBY <3 <3 <3 Que bom que gostou, Ju! E muuuito obrigada por essas lindas palavras. Beijos ;*

      Excluir
  13. Oiiiii. Estamos participando da mesma maratona, então resolvi aparecer aqui para te fazer uma visita, hehehhe. Me diga, como está indo?
    Adorei seu texto, ainda mais porque eu sou dramática, ahushuahsuahsu
    Mas infelizmente, esse é o pior caminho :(
    Beijooos
    http://profissao-escritor.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Gih!! Tô empacada, amiga... A coisa tá séria, viu? Parei na metade do quarto livro e, por mais que eu insista, a coisa não tá fluindo não. Fico feliz por ter gostado e concordo com você! Beijos ;*

      Excluir

« »
© Leve como a brisa - 2017. Todos os direitos reservados. Design e conteúdo por Natália Pacheco. Tecnologia do Blogger. imagem-logo imagem-logo imagem-logo