29/01/2015

Tipo isso


É engraçada a forma de como a vida brinca com a gente; assim com ela nos surpreende na melhor hora possível, com algo realmente bom, ela é capaz de destruir o momento só para se satisfazer... É aquela velha coisa do dar um tapa na cara e depois te encher de agrado, só que com coisas mais sérias.

E é igualmente engraçada a forma de como nós, meros seres imortais e egoístas, temos que complicar ainda mais os nossos problemas. Sentir dor onde existe esperança pra nascer alegria, estragar os melhores momentos e jogar fora várias e várias oportunidades, tudo por sermos excessivamente orgulhosos. E egoístas. E reclamões.

Mas o que é mais engraçado ainda, nesse ciclo inevitável ao qual denominamos vida, é que grande parte das coisas que temos de aturar são as consequências mais puras das nossas escolhas. E a culpa sempre vai pra vida, porque é óbvio que em algum lugar desse mundo existe um livro contendo todos os desastres que DEVEM acontecer com TODOS os habitantes da Terra. É claro... Porque a culpa jamais será nossa.

Jamais será dos seres imortais orgulhosos que só pensam em si mesmo e que, além de egoístas, são falsos, já que não conseguem enxergar nem os próprios defeitos.

E é óbvio que a gente vai pensar que não é assim que acontece. Mas isso é porque a gente realmente não enxerga os nossos próprios defeitos.

5 comentários:

  1. Você tem toda razão. Sempre que acontece alguma coisa ruim nunca enxergamos que a culpa é nossa, nosso ego é grande demais pra isso né hahah
    Belo texto.
    Beijos
    Devaneios Insignificantes

    ResponderExcluir
  2. Concordo com você Natália! Nosso ego é maior que a nossa capacidade de ver a realidade. Nossos olhos vêem o que querem ver. Nossa mente inventa desculpas para que a autoestima não caia!

    {evolutional}

    ResponderExcluir
  3. Adorei seu texto, você escreveu tudo o que eu penso. Não vou ser hipócrita dizendo que a culpa pelo o que acontece comigo sou eu mesma, admito que também ponho a culpa na vida, aliás precisamos de algum culpado certo?

    bjs, nath
    paredes-pintadas.blogspot.com

    ResponderExcluir
  4. você falou de alguns assuntos aí que me fazem refletir até hoje. só que, por ser muito pessoal, prefiro não discutir a respeito. mas estás certa em algumas coisas. somos reclamões e não vemos nossos defeitos. ou não enxergamos. {emilie escreve}

    ResponderExcluir

« »
© Leve como a brisa - 2017. Todos os direitos reservados. Design e conteúdo por Natália Pacheco. Tecnologia do Blogger. imagem-logo imagem-logo imagem-logo