04/07/2015

O meu individualismo não é egoísmo


Procuro pelo incerto. Anseio pela diferença. Tenho fome de adrenalina e medo do perigo. Tenho incertezas e dúvidas que me levam a ter mais medo. Acabo tendo medo do meu próprio medo.

Tenho uma confusão devastadora na minha mente. E uma felicidade enorme por tê-la assim: pra que coisa melhor do que a minha própria confusão?

Não tenho raiva, nem tantas mágoas. Tenho consciência pesada por coisas que não fiz. Que nem penso em fazer. Coisas que não sei nem o que são. Mas tenho eu mesma. Eu, minhas incertezas e minha própria confusão. Eu e meus sentimentos malucos. Eu e todo o contexto que me envolve.

E tenho controle. Controle do que quero, do que sinto, do que sou. Eu tenho a mim mesma e tenho controle. Eu não tenho os outros: eu me tenho. E isso não é egoísmo: é individualismo.

6 comentários:

  1. Quantas palavras poderosas moça, de fato não é egoísmo, mas esses parágrafos soaram muito como grito de liberdade *.*

    Muito bom :D
    xoxo

    ResponderExcluir
  2. Acho eu, que todos nós uma vez ou outra nos achamos seres confusos, e realmente somos: temos medo do que muitas vezes não deveria ser temido, e as vezes os medos se tornam tantos, que nem sequer saímos do lugar por conta deles. "Acabo tendo medo do meu próprio medo.", bela frase!
    Realmente não existe nada melhor do que a nossa própria confusão. Muitas vezes ela pode nos amedrontar, mas acho que um dos propósitos do ser humano, é entender a si mesmo. E não há nada mais gratificante!
    "Eu não tenho os outros: eu me tenho.". Adorei seu texto! Como o moço ali em cima disse, palavras poderosas!

    - I Don't Care

    ResponderExcluir
  3. Que lindo!
    Se expressou bem , adorei!
    http://www.theworldoflena.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  4. Acho que o estado de equilibrio do ser humano é confuso, afinal, o que não nos deixa em dúvida e nos trás questionamentos na vida? Nada é 100% certo ou tem 100% de certeza na vida, afinal somos sujeitos a mudanças e acredito que por mais pequenas que sejam, mudamos todos os dias. Adorei o texto, recheado de palavras poderosas e com significados amplos .

    http://www.leitecombiscoitos.com/

    ResponderExcluir
  5. será que só eu achei o texto meio confuso??? não leve isso como algo ruim. eu acho que combinou e muito com a temática. essa coisa de medo, indecisão e, por fim, controle. (Emilie Escreve}

    ResponderExcluir
  6. Essas palavras... como pode ser tão intensas e tão de verdade? Eu me tenho! Nossa, acho que nunca fui tão impactada ao ler um texto. Adorei!

    Abraço,
    literarizei.blogspot.com

    ResponderExcluir

« »
© Leve como a brisa - 2017. Todos os direitos reservados. Design e conteúdo por Natália Pacheco. Tecnologia do Blogger. imagem-logo imagem-logo imagem-logo