14/01/2016

Em busca de abrigo, de Jojo Moyes


Jojo Moyes é de longe uma das minhas escritoras favoritas. É por isso que nem penso duas vezes quando vou comprar um livro de sua autoria. O escolhido da vez, portanto, foi "Em busca de abrigo". Diferente das duas outras obras da autora que eu já li (A garota que você deixou para trás — livro favorito da vida! — e Como eu era antes de você), o título da vez não foi tão surpreendente, mas honesto.

Joy tem vinte e um anos na noite da Coroação da Rainha em 1953 na região de Hong Kong, quando se apaixona verdadeiramente. Kate, em 1980, foge de casa por estar grávida. Sabine, em 1995, vai passar as férias na casa da avó. É essa geração de três mulheres — Joy mãe de Kate, e Kate mãe de Sabine — que irão nos ensinar a simplicidade da vida ao decorrer da leitura.


Leva um certo tempo para entendermos tudo o que aconteceu, pois os capítulos são alternados entre cada uma das personagens, deixando lacunas gigantescas sobre o passado, mas que acabam sendo preenchidas ao longo da leitura. Joy, apaixonada, acaba casando-se um pouco depois e tem dois filhos, sendo um deles a Kate. Depois de algumas reviravoltas, a família se muda para a Irlanda, onde Kate acaba engravidando e fugindo de sua casa.

O livro em si fala sobre a vida da avó, da mãe e da filha. O drama familiar. As brigas cotidianas. As revoltas, as angústias e os traumas. Retrata os erros e mostra o grande significado do perdão. Possibilita que o leitor entenda o pensamento de cada uma dessas mulheres e não permite que ninguém as julgue quando por fim compreendemos as suas reais situações.

Joy já está com a vida feita, mora em uma região rural e nutre um amor imenso por cavalos. Kate não consegue achar seu par perfeito e acaba tendo vários relacionamentos, causando infelicidade e rebeldia em sua filha Sabine.



O pai de Kate, o seu irmão e até os próprios empregados da casa de Joy possuem um papel de extrema importância no enredo, porque também são pessoas que passaram por grandes dificuldades, enfrentando inúmeros obstáculos e sempre mantendo a cabeça firme.

Não é o melhor livro da autora, mas é uma obra rica de diversas maneiras, principalmente de perspectiva. A ligação entre cada membro da família que vai da década de 50 até a de 90 é muito forte, embora aparente uma certa fraqueza. Todos os que estão envolvidos transmitem mensagens, tanto para nós, meros leitores, quanto para os outros personagens em si.

A autora explorou cada detalhe de uma maneira minuciosa, deixando a leitura por vezes cansativa, mas nunca, acredito eu, deixou de lado seu verdadeiro objetivo: construir uma relação familiar encantadora.

Editora: Bertrand Brasil
Páginas: 434
ISBN: 9788528610840

2 comentários:

  1. oi, oi.

    eu nunca li nenhum livra da Jojo Moyes, mas, confesso, sempre tive curiosidade, já que já li várias resenhas dos livros dela. contudo, outro dia tava na livraria e achei o preço tão alto que acabei desistindo de levar "como eu era antes de você". não sou obrigado, né?! hahaha.

    gostei da tua resenha. não me chamou nem um pouco a atenção o livro/história, mas, de qualquer forma, é bom saber que o livro é cheio de lição de vida.

    bjs!
    Não me venha com desculpas

    ResponderExcluir
  2. OI!
    Eu só conhecia o "Comoe eu era antes de você" e me apaixonei, Agora mais um pra wishlist heueheu
    Seu layout é maravilhoso, amo essas cores *0* Já estou seguindo
    Bjs
    Sentimentos Apurados ♥

    ResponderExcluir

« »
© Leve como a brisa - 2017. Todos os direitos reservados. Design e conteúdo por Natália Pacheco. Tecnologia do Blogger. imagem-logo imagem-logo imagem-logo