23/03/2016

Do teu ser


Quanta alegria que cabe no peito. Quanta solidão que guardas na tua alma. Quanta tristeza explode dos teus olhos. Quanta gratidão exala do teu ser. Quanto emaranhado... De sentimentos... De amor.

Um comentário:

  1. Há aí repetições de uma vida, objetivo e sensível :D Eu vi ^^

    xoxo

    ResponderExcluir

« »
© Leve como a brisa - 2017. Todos os direitos reservados. Design e conteúdo por Natália Pacheco. Tecnologia do Blogger. imagem-logo imagem-logo imagem-logo