01/06/2016

Sopram-lhe os ventos, desejos...


Observo ao longe uma criança soprar bolhas de sabão da janela de um carro. Os tamanhos variam, e a cada sopro uma nova quantidade, não só de bolhas, mas também de realizações. Que encantam a rua pacata, que iluminam nossos olhos e que nos mostram a verdadeira beleza da vida.

E naquelas bolhas de realizações, desejos... Sonhos. Inocência. Brincadeira. Mas nos olhos de quem observa, o trânsito se torna quieto, o som das buzinas se dispersa no ar e há só bolhas. De desejos, sonhos... Bolhas que já fugiram da realidade e espalham sorrisos por aí, comemorando plenamente por terem sido libertadas pelo sopro de uma criança feliz.

4 comentários:

  1. Sempre há algo belo em coisas simples, como uma criança soprando bolhas de sabão.
    Como já disseram aí... a reflexão que você fez é realmente linda.
    https://domvisconde.wordpress.com/

    ResponderExcluir
  2. Oi, Nati, tudo bem?
    Para mim, as crianças são provas de que Deus existe :)
    Adoro crianças :)
    Beijo,

    Hida
    www.blogdahida.com

    ResponderExcluir
  3. é como se essa imagem da criança e a bolha batesse de frente com o barulho da cidade. uma coisa simples e bonita, algumas vezes é tudo o que a gente precisa pra sair do turbilhão. {Emilie Escreve}

    ResponderExcluir

« »
© Leve como a brisa - 2017. Todos os direitos reservados. Design e conteúdo por Natália Pacheco. Tecnologia do Blogger. imagem-logo imagem-logo imagem-logo